22.06.2019 | 17h49


QUEBRA DE DECORO

PSB pede cassação de deputado de MT que chamou colega de vagabundo em plenário



O Partido Socialista do Brasileiro (PSB) pediu abertura de um processo por quebra de decoro parlamentar contra o deputado federal José Medeiros (Podemos), vice-líder do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados.

O documento protocolado na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara na terça-feira (18) pelo PSB cita uma confusão em que o parlamentar mato-grossense chamou o seu colega Eliel Machado (PSB) de “vagabundo”. Clique e aqui e veja mais.

A briga ocorreu após Eliel Machado afirmar em plenário que Bolsonaro havia comprado deputados com emendas para que a Reforma da Previdência fosse aprovada.

O presidente do Conselho de Ética, Juscelino Filho (DEM), marcou reunião de colegiado para próxima quarta-feira (26) para discutir o pedido. Caso seja condenado, Medeiros pode sofrer penalidades, entre elas, a mais grave é perda do mandato.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Renato  23.06.19 13h02
A política virou uma merda mesmo, não se pode mais nem chamar um vagabundo de "vagabundo" que eles se ofendem.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER