13.09.2018 | 21h30


AEROPORTO DE RONDONÓPOLIS

Prorrogado inquérito que investiga Bezerra por fraude em licitação milionária



O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, prorrogou por mais 90 dias o inquérito que investiga o deputado federal Carlos Bezerra (MDB), candidato à reeleição, por suposta fraude de R$ 7,5 milhões na licitação das obras do aeroporto de Rondonópolis (município localizado 212 km ao Sul de Cuiabá).

Fux também determinou que as investigações contra o emedebista permaneçam na Suprema Corte devido à prerrogativa de foro do parlamentar.

"Não cabe questionar, portanto, a competência do STF para prosseguir na condução da investigação", decidiu Fux.

O caso

No mesmo inquérito, Carlos Bezerra é investigado juntamente com ex-secretário de Infraestrutura e Logística Cinésio Nunes de Oliveira e os sócios da empresa Ensercon, Marcílio Ferreira Kerche, Edmar Alves Botelho, Esmeraldo Teodoro de Mello e o engenheiro Pedro Maurício Mazzaro.

Juntos eles teriam desviado dinheiro público de uma desapropriação no Bairro Jardim Renascer, em Cuiabá, em 2013. As informações constam nas delações premiadas do ex-governador Silval Barbosa e do ex-secretário da Casa Civil Pedro Nadaf.

Saiba mais:

Carlos Bezerra é investigado por fraude na licitação do aeroporto de Rondonópolis











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER