10.06.2019 | 10h19


GREVE DE MOTORISTAS

Prefeitura de Cuiabá emite nota de repúdio e considera movimento ilegal



 A Prefeitura de Cuiabá emitiu nota repudiando a paralisação surpresa dos motoristas do transporte coletivo e chamou a greve de ilegal, já que não respeitou o aviso de antecedência de 72 horas. Cerca de 300 mil pessoas, usuárias do sistema foram prejudicadas. Aproximadamente 400 ônibus deixaram de circular nesta segunda. Veja a nota: 

A Prefeitura de Cuiabá repudia a paralisação dos motoristas; O movimento é ilegal, uma vez que acontece sem o aviso prévio de 72h estabelecido por lei;

- O transporte público é um serviço essencial e também um direito social, portanto, 30% da frota deveria ser mantida em circulação;

- O prefeito Emanuel Pinheiro determinou que o secretário Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, se reúna com representantes do sindicato dos Motoristas e das empresas para buscar uma solução para o retorno do transporte coletivo imediatamente;

- O prefeito também estranha a paralisação neste momento, logo após a o lançamento do edital de licitação do transporte coletivo, procedimento que não era realizado há 17 anos e que vai modernizar o transporte público de Cuiabá. 

- Indignado com a falta de respeito com a população, o prefeito Emanuel Pinheiro afirma que se as atividades do transporte coletivo não forem retomadas hoje, vai tomar providências na Justiça. 

Prefeitura de Cuiabá











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Eduardo Alvarenga  10.06.19 13h55
O dignissimo prefeito quer trabalhar sem receber? deveria acabar com esse negocio de MTU e passar o cartão de débito/credito direto na catraca. O MTU para mim esta sendo um agente financeiro, pois todos compram as passagens deles, e depois de usarem eles repassam as empresas, donas das frotas. Não tem nenhuma moral para falar nada, quem saiu do palacio paiaguas com os bolsos cheios de dinheiro da corrupção. Teve meu voto por falta de opção.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER