26.06.2010 | 12h17


Pão e circo: partidos reúnem milhares de figurantes em convenções

Começou definitivamente, e pra valer, o processo eleitoral em Mato Grosso. Mas o que chama atenção nas conveções não é a quantidade, nem muito menos a qualidade dos nomes que estão pleiteando um cargo eletivo. É impressionante o número de "figurantes animados" que as siglas levam às convenções. Ônibus lotados chegam de todas as partes do estado e cada integrante vem com  bandeirolas e camisetas estampadas com os nomes de seus candidatos (muitos com a ficha suja, diga-se de passagem). Mas os figurantes não esão nem aí pra isso, é claro. Eles estão mais preocupados com o lanche, com as camisetas, os bonés e, claro, com tijolos, cestas básicas e dentaduras. Nos salões onde as convenções acontecem, tocam bumbo, cornetas, vuvuzelas e entoam marchinhas de carnaval, como se o processo político fosse só mais uma festa, no país mais festeiro do planeta. Enquanto isso, as costuras que determinam nosso futuro são meticulosamente tramadas nos bastidores. A se junta com B, que abandona o C que procura o D e por ai vai o alfabeto todo. E o povo? Bom, esse ja foi comprado com brindes, lanches e cestas. Até quando?











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER