14.06.2019 | 10h48


AGRESSÃO NO SHOPPING

Malouf paga 10 salários e se livra de punição por bater em mulher no Goiabeiras



O empresário José Charbel Malouf - o Zezo Malouf - pagou 10 salários mínimos a uma Ong, cerca de R$ 10 mil para arquivar processo no qual respondia por desferir socos contra a empresária Aline Camila Piran, dentro do elevador do Goiabeiras Shopping. O caso aconteceu em setembro de 2017.  

As famílias Malouf e Piran são "inimigas" o que gerou uma discussão no elevador. Zezo foi filmado pelas câmeras de segurança agredindo Aline, que chegou a desmaiar. Mesmo assim, a juíza Ana Graziela entendeu que não caberia aplicação da Lei Maria da Penha. As famílias Malouf e Piran possuem diversas brigas judiciais contra si, envolvendo empréstimos milionários, disputas essas que motivaram a agressão. Zezo alega que a agressão foi legítima defesa. 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

João   16.06.19 18h25
O Zezo fala em suposta “legítima defesa”, o que é um absurdo. Foi mal orientado pelo Advogado. Quem viu a filmagem verificou que ele agrediu literalmente a empresária. Tanto que ele reconhece o fato criminoso que praticou, por isso aceita a transação penal pelo MP e o Juiz aplicou a pena.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER