15.10.2010 | 15h00


Lula entra em cena para tentar frear queda de Dilma

Em meio a um de seus piores momentos, a campanha de Dilma Rousseff (PT) voltará a recorrer à popularidade do presidente Lula para estancar a queda nas pesquisas de intenção de voto.

Os petistas decidiram aumentar a presença de Lula na TV e em eventos de rua para "mexer com o povão" e ajudar a mobilizar a militância.

A coordenação da campanha também definiu Minas Gerais e São Paulo como Estados prioritários, para evitar que a petista perca votos nos dois maiores colégios eleitorais do país, onde o PSDB venceu os pleitos regionais.

Lula apareceu menos ao lado de Dilma no segundo turno. Suas aparições na TV também têm sido menores.

Essa redução foi definida por uma avaliação de que, no segundo turno, o foco deveria ser na candidata, e Lula não deveria ofuscá-la.

Mas as últimas pesquisas, que indicam uma queda na diferença entre a petista e José Serra, definiram a volta de Lula ao centro do palco.

Porém o eleitor deve ficar mais atento a partir de agora e saber definir bem onde termina a candidato e entra o presidente Lula. Tentar crer que Dilma e Lula são uma mesma pessoa é, no mínimo, falta de discernimento.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER