24.05.2019 | 16h07


AMEAÇA DE GREVE

Gestão: 'Se Governo ceder à Educação terá impacto de R$ 200 milhões na folha'



Entre as justificativas sobre a impossibilidade do Governo conceder reajuste aos servidores da Educação, o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra alegou que se atender a reivindicação da categoria, terá que atender o mesmo pedido de mais dois grupos de servidores lotados na Secretaria de Fazenda (Sefaz) e Meio Ambiente (Sema), o que causaria impacto de R$ 200 milhões a mais na folha salarial.

A medida, segundo ele, violaria ainda mais o limite de gastos com pessoal estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que o Estado já ultrapassou e com isso o Governo passaria a cometer improbidade administrativa.

Os servidores da Educação reivindicam reajuste de 7,69%. Já o reajuste para a categoria do Meio Ambiente seria de (5,5%) e do Grupo de Tributação, Arrecadação e Fiscalização (4,0%).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER